sábado, 18 de outubro de 2008

Alfabetizadores Literários

A culta e rica literatura de “cima”

Quando meus versos ela descobre

Detesta meu cantar em pobre rima

Enoja-se da minha rica rima pobre

 

Preferem melodias mais jazzistas

Na livre improvisação do fonema

Que não é direta apenas dá pistas

Em muito lindos rebeldes Poemas

 

Eu por meu lado na debaixo linha

Quando às letras me dou e atrevo

A meço em metro a poesia minha

Em geométricos versos a escrevo

 

Meus Poemas não trazem o novo

São simples versinhos o que trago

Apenasmente para alegrar o povo

E iniciá-lo nas letras com o afago

 

Desta minha paupérrima melodia

Feita com esta depreciativa  rima

Para que possam ascender um dia

Ao melhor da Literatura de cima!

 

Porque para nós pobres iniciantes

Sem a musica é perna sem joelho

Os versos precisam ser dançantes

Por isto o povo lê o Paulo Coelho

2 Comentários:

Às 9 de janeiro de 2009 10:05 , Blogger Carmem disse...

Passei aki pra te deixar um bjinho... e dizer que to adorando ler tudo que escreve...

 
Às 7 de fevereiro de 2009 10:02 , Blogger T disse...

Conclusão cáustica!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial